sexta-feira, 31 de outubro de 2014

O Iluminado - Resenha





     Finalmente o Halloween chegou em com ele o fim do Mês do Horror! Pra quem chegou aqui agora no blog, outubro foi um mês com apenas resenhas de livros e filmes de terror. Não podia fechar esse mês com um livro que não fosse do mestre do terror atual, Stephen King. Escolhi O Iluminado, seu livro de maior sucesso e me surpreendi muito com a leitura!
   De todos os livros que eu selecionei pro Book Haul do mês do horror, O Iluminado era o que eu ansiava mais por ler. Por outro lado, preciso confessar que também estava morrendo de medo, então adiei ao máximo a leitura (pensei até em me fazer de boba e fingir que ele não estava na lista). Comecei a minha leitura no sábado, imaginando que ia extrapolar o prazo pra postar a resenha, e terminei na terça (levando em consideração que eu NÃO tenho tempo pra ler no fds, foram 500 páginas em 2 dias). Nunca tinha lido absolutamente nada do Stephen King e virei refém do livro. Não conseguia fazer nada sem pensar na história, era uma necessidade saber o que vinha na página seguinte.




Venha tomar o seu remédio!


                Jack Torrance é um ex-alcoólatra e um homem impulsivo que devido seus vícios acaba perdendo seu emprego; vivendo com sua esposa, Wendy, e seu filho, Danny, em uma situação quase de miséria. Os erros que cometeu fizeram com que a qualidade de vida da família caísse expressivamente e ele estava disposto a se sacrificar para mudar essa situação. Com esse cenário desesperador para um pai de família, Jack aceita um emprego no antigo Hotel Overlook como zelador.
                O hotel localizado em uma montanha no Colorado ficava completamente isolado e encoberto pela neve durante o inverno, sem nenhum visitante no período em que Jack deveria ficar com sua família trabalhando. Escolher trabalhar se isolando do resto do mundo pelo inverno inteiro pode parecer estranho, mas completamente aceitável para quem está desempregado e passando por muitas dificuldades financeiras. Contudo, a criança Danny Torrance, extremamente precoce para sua idade, é um Iluminado, capaz de ver e sentir aquilo que ainda está para acontecer ou que já aconteceu.


O Danny é pequenininho assim mesmo, só tem 5 anos

                Pouco antes de se mudarem Danny começa a ter visões sobre ser perseguido em uma situação aterrorizante. Ele não sabe de onde vem e nem quem é que está atrás dele, apenas escuta um barulho de taco batendo nas paredes e alguém gritando “Venha tomar seu remédio” enquanto corre. Todas as visões acabam em frente a uma sala em que a palavra “REDRUM” está escrita com sangue.
                O menino não dá muita atenção para as visões, pois está acostumado, muitas vezes, a pressentir algo que nunca se concretiza. Porém, ao avistar o Overlook da estrada, a criança se desespera, tendo a certeza que não importava o que fosse o “REDRUM”, mas era no hotel que ele ficava.
                Quando a família chega ao hotel os funcionários estão todos de partida. O cozinheiro, Dick, se afeiçoa a Danny e o leva para um local isolado para conversarem. O homem explica a Danny que sabe que ele é Iluminado e pede encarecidamente que o menino fique longe da ala oeste, principalmente do apartamento 217, e dos arbustos do jardim. Dick termina dizendo que todos os hotéis têm seus fantasmas e ainda que o Overlook tenha uma força maior que os demais, são apenas imagens que não podem causar-lhe nenhum mal.
                Antes da neve chegar com força total, impossibilitando os novos moradores de saírem, o hotel parecida um local muito agradável para se viver. A família estava em harmonia e tudo corria bem, até que Jack descobre no porão um álbum antigo de recortes sobre o hotel. A história do que havia se passado ali começa a deixar o zelador alucinado e desesperado. Ele descobre festas luxuosas e assassinatos espantosos.
Nesse momento, Danny já sabia que os fantasmas do hotel estavam mais vivos do que nunca e era ele que eles queriam. A curiosidade infantil atrai a criança para os locais proibidos, levando-o a perceber que fantasmas, espíritos, imagens e aparições são completamente capazes de machucar. Atacando o menino, os demônios começam a colocar mãe e pai contra o outro, marcando o início de um inferno.
                Jack inicia a sentir, outra vez, compulsividade pela bebida e começa a enlouquecer. O hotel, sem nenhuma garrafa de álcool, começa a contar com antigos moradores ilustres que desafiam Jack a todo instante. O zelador poderia ter seu cargo promovido a gerente e nunca mais ser um fracassado na vida, desde que provasse sua capacidade em conquistar o novo emprego.

                Publicado em 1977, O Iluminado lançou todos os clichês de livros e filmes de terror: hotel mal assombrado, criança sensitiva, fantasmas que levam alguém a perder o controle. Não senti medo, estava mais alucinada em terminar a leitura (não sei se gosto de disso), mas vale lembrar que é uma das obras mais assustadoras de todos os tempos. Depois da leitura, acho que todos que têm um mínimo de juízo repensam antes de ir ao hotel, entrar em um elevador e investigar barulhos que surgem durante a madrugada. 


Para vocês dormirem felizes essa noite






*Tô louca para assistir o filme. Obviamente, só pelas imagens e pelo trailer já notei que há grandes diferenças do livro (como sempre), principalmente no que diz respeito a perseguir pessoas com um machado e não com um taco (o taco é infinitamente mais legal, mas enfim). O que não quer dizer que o filme seja ruim, afinal é super consagrado? O que vocês acharam desse Mês do Horror? Deem sugestões e comentários. A partir de segunda o blog volta com a programação normal! 

2 comentários:

  1. Tenho muita curiosidade em ler esse livro do Stephen. Assisti o filme e não tive medo nenhum. hahahahha.
    O Stephen é fenomenal! Um dos melhores autores!
    Adorei a resenha (:

    Bjão

    http://bymiih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Mih, consegui assistir o filme e não gostei muito não! hahahahaha O Kubrick muda demais a história e a parte mais legal do livro é a construção que o Stephen faz do Jack Torrance. Ele explica toda a personalidade dele e no filme isso não acontece nem um pouco.

    Não deixe de ler o livro!

    Beijos

    ResponderExcluir