quarta-feira, 29 de julho de 2015

Poema Enterrado - Ferreira Gullar




Preciso confessar que estava com saudade de postar poesias/ poemas aqui no Aborto Literário. Essa semana estou fazendo um curso especial na Pinacoteca do Estado de São Paulo, o qual trata da construção de uma vanguarda brasileira. Essa vanguarda envolve o neoconcretismo, movimento que ocorreu entre 1959 e 1961, tendo como um dos seus principais expoentes Ferreira Gullar. 

O esquema acima trata de uma das mais famosas intervenções do artista: o poema enterrado. A obra consiste na abertura de uma caixa vermelha, a qual em seu interior possui uma caixa verde que, por sua vez, contém uma caixa branca. Quando se abre a caixa branca, lê-se no fundo a palavra "rejuvenesça". A minha explicação é muito leiga e simplista, mas fiquei encantada com as múltiplas possibilidades que essas caixas abrem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário