terça-feira, 27 de outubro de 2015

Joyland - Stephen King (Resenha)

Demorei, mas voltei, hehe! O primeiro livro que escolhi para ler nesse Mês do Horror foi Joyland, do Stephen King e posso dizer que foi uma ótima opção para começar o desafio (você pode ver as outras obras selecionadas aqui). Como todos os outros livros, Joyland também segue o traço característico do escritor: é uma leitura que flui e prende o leitor. 

"Intenso e cativante.. A narrativa promissora e a montanha-russa emocional na vida de um jovem rapaz fazem de Joyland um prêmio que valem todas as suas fichas." - USA Today

Devin Jones é um jovem universitário com uma mente repleta de utopias e sonhos.  Tudo em sua vida parece aguardar o momento perfeito para acontecer: a primeira noite com a namorada, a ideia para finalmente se tornar um autor, o emprego ideal. Porém, como já é esperado, vê tudo desmoronar quando percebe que o mundo não é estruturado de acordo com suas vontades.

A narração começa com um Devin adulto e amargurado nos avisando sobre algo macabro que aconteceu no verão dos seus 21 anos. Após sua namorada (a quem descreve com as piores características possíveis, mas que nos parece ser uma adolescente comum) decidir terminar o namoro, o universitário decide trabalhar em um parque de diversões em uma cidade próxima. Joyland parece ser o destino perfeito para quem quer se esconder e deixar os problemas para trás.

Logo que chega ao novo emprego, o jovem recebe incentivo e apoio dos colegas de trabalho, os quais o definem como "com alma de parque". Porém, algo muito macabro também acontece em seu primeiro dia de trabalho: a cartomante do parque lhe revela uma profecia, a qual envolve duas crianças e uma sombra. Além disso, Devin descobre que há pouco tempo uma moça foi brutalmente assassinada e seu corpo abandonado no trem fantasma, levando os funcionários a jurarem que seu espírito assombra a atração em busca de socorro. Dessa maneira, apesar das condições de trabalhos e das adversidades corriqueiras, começa a realmente se interessar pelo que faz, disposto a achar o culpado pela morte de Linda Gray e acabar com o mistério.

Apesar de ser um livro sobre assassinatos, fantasmas, trens do terror e parques amaldiçoados, vi na leitura de Joyland um tema mais dramático do que de horror propriamente dito. King nos dá um grande material de reflexão acerca de encontros e desapegos, sobre a necessidade que todos já tivemos de deixar ir algo ou alguém que tanto amamos. 


quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Brace yourselves: MÊS DO HORROR is coming! (Stephen King addiction)


Até que enfim o mês mais legal do ano chegou: o mês do horror! É o terceiro ano em que Tati Feltrin, nossa musa do youtube, propõe a leitura de apenas  livros com temas sombrios em outubro, uma maneira de comemorar o Halloween. Quem me segue sabe que eu tenho o costume maluco de sempre ser nacionalista, ou seja, tenho muitas críticas acerca do imperialismo norte-americano, contudo, depois que comecei a estudar antropologia, entendi que não existe cultura pura (não que isso justifique a postura dos EUA em inúmeros assuntos, mas, enfim...). Assim, desencanei um pouco e resolvi me juntar nesse grande desafio! Amo histórias de terror e adoro tirar esses dias para só me dedicar à elas. Esse é o segundo Mês do Horror aqui no Aborto Literário e tenho certeza que será tão bem sucedido quanto o primeiro! 

Vocês sabem como está mega corrido conciliar as leituras do blog com as da faculdade (faço ciências sociais na USP), além dos inúmeros trabalhos acadêmicos. Dessa forma, precisava encontrar uma maneira de escolher as leituras do mês que os atraísem e que eu tivesse certeza que daria conta de ler. Não deu outra, quando dei por mim, já tinha montado uma seleção só com os livros do Stephen King que queria ler desde o começo do ano. Além de ser meu autor de terror favorito, King tem uma escrita que prende o leitor do começo ao fim do livro... Você simplesmente não consegue largar!

Um pouquinho sobre os livros escolhidos: 

Joyland - Devin Jones é um estudante universitário em busca de um emprego de férias. Como que em um sinal, o anúncio de contratação do parque de diversões Joyland, em uma pequena cidade da Carolina do Norte, cai em suas mãos. O cenário de diversão e trabalho duro parece ser perfeito para o jovem esquecer sua ex namorada, Wendy. Contudo, 4 anos antes, um assassinato terrível aconteceu no Trem do Horror, levando os trabalhadores do parque e a população local a acreditarem que o fantasma de Linda Gray assombra o brinquedo. Dev terá que resolver esse mistério em um enredo que mistura as dificuldades de amadurecer e a dor de não poder seguir em frente. (Spoiler: já estou quase acabando a leitura e, realmente, o livro é incrível!)


Misery, louca obsessão -  Paul Sheldon é um escritor de best-sellers com milhares de fãs espalhados pelo mundo. Após escrever o último volume de sua sequência protagonizada pela personagem "Misery Chastain", Paul sai para comemorar e sofre um acidente na estrada, sendo socorrido pela gentil enfermeira "Annie Wilkes", sua fã número um. Porém, nem tudo é como parece, sendo que Annie vai se revelando, ao longo da narrativa, uma doida obsessiva, mantendo o autor em cárcere privado até que ele dê à Misery o final que a enfermeira quer. Além do enredo super chamativo, o livro tem uma adaptação maravilhosa para o cinema dos anos 90 (<3).




Doutor Sono - Mais de 30 anos após o lançamento de O Iluminado (ano passado teve resenha dele, link aqui!), King finalmente nos deu a continuação de uma das histórias mais famosas de todos os tempos. Em Doutor Sono vamos saber o que aconteceu com Danny, agora um homem adulto, após deixar o Hotel Overlook. Na verdade, não sei muito o que esperar desse livro, sempre fico "meio assim" com continuações (ainda mais de O Iluminado, um dos meus livros preferidos). A responsabilidade é grande, mas aposto que o autor não irá decepcionar! 





*Estou bastante animada para começar as resenhas (me programei para lançar uma a cada 10 dias, então fiquem de olho!). Durante o mês também vou postar dicas de filmes aterrorizantes e poemas sombrios, tentando trazer muitas novidades para vocês. Me acompanhem pelas redes sociais e para ver as postagens de outubro do ano passado é só procurar "Mês do Horror" nas categorias. Para quem ficou curioso, vou deixar o trailer de Misery aqui embaixo! Boas leituras!